Grupo de Plastimodelismo de Campinas

Review – FL 282 V-23 Hummingbird Kolibri

Modelo fornecido pela Miniart, para review e sorteio no 23º Open GPC

Modelo: FL 282 V-23 Hummingbird Kolibri

Kit nº: 41004

Fabricante: Miniart

Escala: 1/35

Modelista: André Bergamo

A aeronave

O Flettner FL 282 Kolibri (“Hummingbird”) é um helicóptero de rotor entrelaçado produzido por Anton Flettner, sem dúvida seu modelo de maior sucesso, sendo a versão melhorada do modelo FL 265.

Sua produção teve início no começo de 1940 e os primeiros protótipos estavam disponíveis para testes já em julho daquele ano.

Em 1942 um total de vinte protótipos estavam em testes na Marinha Alemã, a principio para tarefas de localização submarina, transporte de itens entre navios e reconhecimento, sendo realizados repetidas decolagens e aterrissagens em um bloco montado no cruzador Köln, mostrando excelente manobrabilidade em condições climáticas adversas, com características de vôo estáveis em circunstâncias desfavoráveis.

Com o progresso da guerra, a Luftwaffe começou a considerar a conversão do FL 282 para uso em observação de artilharia. Até esta altura, o modelo comportava apenas o piloto, criou-se então uma posição para um observador adicionada na sua parte traseira, resultando na versão B-2. Mais tarde, o B-2 provou ser de grande utilidade e uma unidade de observação foi estabelecida.

Com base no sucesso dos protótipos, foram aprovados planos para fabricar 1000 helicópteros; no entanto, estes nunca foram construídos em tais números devido ao bombardeio aliado das fábricas da Flettner e da BMW.

Apenas três FI 282 foram descobertos pelos Aliados em condições de serviço no final da guerra, todos os outros foram perdidos em serviço, destruídos ou desmontados para impedir a captura de sua tecnologia, destas três máquinas, o FL 282 V15 e o V23 foram levados para os EUA, sendo um terceiro FL 282 V16 reivindicado pela URSS.

O Kit

O kit contem 185 peças, 172 moldadas em plástico cinza, dispostas em 8 árvores, 2 peças transparentes e 11 peças em photoetched.

O conjunto motor/rotor utiliza nada menos que 90 peças, tornando-o bastante detalhado, com opções de exibição aberta de painéis, o que demanda atenção aos detalhes visíveis.

Há uma pequena quantidade de photoetched que se aplica em detalhes sobre as coberturas do motor, articulações das transmissões do rotor, estribos e cinto de segurança.

A folha de decais é pequena e oferece poucos detalhes para painel de instrumentos do piloto, avisos de porta de combustíveis e marcações de segurança, alem das designações dos modelos da aeronave.

O livro de instruções da MiniArt é muito bem feito, além das orientações de montagem bem definidas, contem os possíveis 4 esquemas de pinturas dos protótipos utilizados pela Kriegsmarine nos mares Adriático e Báltico e a versão capturada usada para testes pelos EUA (arte da caixa).

Conclusão

Apesar da quantidade de peças não ser alta, o kit demandará algum tempo para montagem dada a natureza dos detalhes finos e delicados, sendo necessário cuidado para removê-las dos sprues. Existem linhas de molde muito finas a serem removidas, isso é mais fácil de fazer enquanto as peças ainda estão presas as árvores, algumas poucas marcas de pinos de ejeção são visíveis.

A estrutura da fuselagem é bem intrincada, a texturização do tecido da fuselagem traseira, moldagem das quatro pás do rotor com efeito de peso, o grande detalhamento do motor radial, com cabeças e cilindros separados, tirantes, escapamentos e caixa de engrenagem, se bem trabalhados podem tornar o modelo impressionante.

Compartilhe este post:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Curta o nosso conteúdo: