Grupo de Plastimodelismo de Campinas

Review: Albatros D.V – Profipack 1/48 – Eduard

Modelo fornecido pela Eduard, para review e sorteio no 23º Open GPC

Modelista: Pedro Neto

O Albatros D.V entrou em serviço em maio de 1917 e foi um dos pilares da Força Aérea Alemã até o final da guerra. As linhas graciosas do D.V desmentiam os problemas estruturais que levaram à revisão do D.Va, mais facilmente identificada pelo reforço adicional em suas asas (embora isso não estivesse presente em todos os D.Vas). Estes modelos de Albatros foram concluídos em uma variedade de acabamentos coloridos, que junto com sua forma agradável os torna entre os mais populares nas conversas de modelismo da Primeira Guerra Mundial.

O kit

O kit é uma edição ProfiPack, na escala 1/48 com 2 sprues de 60 peças no total, injetadas em plástico cinza em baixo relevo, uma folha de photo-etched colorida com 72 peças (uma quantidade até grande de peças para um kit 1/48 de 1º Guerra Mundial), duas folhas de mascaras para a pintura das asas, rodas, leme e cauda, um manual colorido encadernado em 16 paginas e três folhas de decais com cinco versões diferentes:

– Albatros D.V, 2299/17, pilotado por Oblt. Bruno Loerzer, Jasta 26, Outono de 1917.(A)

– Albatros D.V, numero serial deconhecido, pilotado por Ltn. Georg von Hantelmann, Jasta 15.(B)

– Albatros D.V, 2263/17, pilotado por Ltn. Otto Kissenberth, Jasta 23b, verão de 1917.(C)

– Albatros D.V, 2065/17, pilotado por Oblt. Richard Flashar, Jasta 5, estacionado em Boistrancourt, França, Julho de 1917.(D)

– Albatros D.Va, 7161/17 ‘Stropp’, Jasta 46, inicio de 1918, reformado e exposto no Smithsonian Air and Space Museum, em Washington DC, EUA.(E)

O nível de detalhes para um replica de um avião de primeira guerra mundial é muito bom, com as linhas externas em baixo revelo e as linhas internas do cockpit em alto relevo. As grades do radiador Teves and Brown são um detalhe a mais. Vários detalhes do kit são complementados nas PE´s, deixando a montagem bem interessante e divertida.

O motor é bem simples, não havendo nenhuma peça de photo-etched para deixa-lo mais detalhado, mesmo o motor ao final da montagem ficar quase completamente escondido na nacele.

As asas são bem detalhadas, e com a ajuda das mascaras (para pintura das versões A, B C e E) a pintura deixa o trabalho muito mais fácil de executar.

O kit também apresenta mascaras para pintura das rodas, de acessos e do radiador, o que facilita muito sua pintura e a escolha da versão a pintar e decalcar.

Nas instruções é apresentado como devem ser colocadas as linhas de controle, mas o kit não traz nenhuma linha para esta ação, então pode-se usar a linha EZ line, um tipo de “elástico” que pode ser utilizado em miniaturas, que tem facilidade de aplicação, resistência e elasticidade sendo ideal para esse tipo de trabalho. Na HLJ encontramos para compra o rolo de 0,5mm x 30m a R$100,00. Também podemos utilizar linha de pesca de monofilamento de 0,5 mm de espessura, encontrada em qualquer loja de pescaria, o carretel de 100m tendo media de preço de R$20,00.

O manual é o padrão da Eduard, bem explicativo e direto. As indicações de pintura são nas cores da marca Gunze, tanto na linha aqueous (acrílicas) ou Mr. Color (enamel).

O único porem eu achei foi a grande quantidade de peças pequenas e de aparência frágil, que torna a atenção redobrada no momento de destaca-las dos sprues.

Conclusão:

O Albatros 1/48 D.V/ é um kit bem detalhado, e com as medidas bem acertadas. Se ainda não montou um avião biplano, principalmente um modelo da 1º Guerra Mundial, este é um ótimo exemplar para começar.

 

Compartilhe este post:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Curta o nosso conteúdo: